Comunicação, essencial para o ser humano

A maior barreira para o surdocego é a comunicação. A Claudia Sofia que é surdocega desenvolveu uma forma de se comunicar que ficou conhecida como Tadoma. Ela coloca a mão no queixo das pessoas e através da vibração e dos movimentos do maxilar, incrivelmente consegue entender o que a pessoa fala!

Existem diversas outras formas para um surdocego se comunicar, que pode ser através da língua de sinais tátil, alfabeto manual na palma da mão e escrita cursiva, que é a escrita à mão.

Claudia Sofia é fundadora da Associação Brasileira de Surdocegos (ABRASC) e está passando esse conhecimento adiante. Além de ajudar outras pessoas com a mesma deficiência, ela conscientiza e informa sobre a surdocegueira, que atinge hoje cerca de 750 pessoas no Brasil.

Veja o video dela, é o primeiro da página:

Link: http://uhelp.com/success

Encontrei um vídeo muito interessante que fala sobre a surdocegueira. Foi um estudo experimental de alunos de Jornalismo da PUC – Campinas com diversos profissionais e esclarece e ensina muito sobre esta deficiência ainda pouco conhecida. Vale muito a pena assistir:

Conheça a Helen Keller, uma das mais conhecidas surdocegas, que realizou muito em prol das pessoas com deficiência:

Link: http://www.ethelrosenfeld.com.br/personalidades4-hellenkeller.htm

História do Gabriel

Gabriel, surdocego que busca profissionaização

Gabriel

Essa é a semana do Gabriel na Cão Inclusão. Ele é um garoto de 19 anos, surdocego desde criança, que está participando com o Toddy de uma iniciativa de arrecadação coletiva.

Ele aprendeu sozinho a construir maquetes e brinquedos com sucata e está buscando um curso profissionalizante para que possa ter uma profissão, uma maior independência e ajudar a família.

Como ajudar?

Para participar da arrecadação coletiva e doar para o Gabriel, entre no site www.UHELP.COM. São cinco histórias e a dele é a primeira, na cor ROSA.

“Não há barreiras que o ser humano não possa transpor.” Helen Keller

Comentários